ALERTA AO MELANOMA

O melanoma cutâneo é um tipo de câncer de pele que tem origem nos melanócitos (células produtoras de melanina, substância que determina a cor da pele) e tem predominância em adultos brancos. A ocorrência de melanoma, na raça negra e noutras raças com pele escura, é rara, mas quando se desenvolve em pessoas de pele escura, tende a ocorrer sob as unhas dos dedos dos pés e mãos, na palma das mãos ou planta dos pés. Embora o câncer de pele seja o mais frequente no Brasil e corresponda a 25% de todos os tumores malignos registrados no País, o melanoma representa apenas 4% das neoplasias malignas do órgão, apesar de ser o mais grave devido à sua alta possibilidade de metástase. O melanoma pode surgir a partir da pele normal ou de uma lesão pigmentada. A manifestação da doença na pele normal se dá após o aparecimento de uma pinta escura de bordas irregulares acompanhada de coceira e descamação.
Sinais de alerta: O melanoma pode surgir a partir da pele normal, de uma lesão pigmentada ou em forma de manchas ou nódulos podendo apresentar coceira e descamação.
Em geral, o melanoma maligno é um tumor que se desenvolve sobre uma pinta pré-existente com sinais característicos de malignidade, resumidos na regra básica do ABCD: A de assimetria (as formas de uma metade sobreposta sobre a outra não coincidem); B, de bordas irregulares, isto é, semelhantes ao desenho do litoral num mapa geográfico; C, de coloração, por causa da variedade de cores que pode apresentar e D, de diâmetro, em geral, maior do que o fundo de um lápis. Coceira, sangramento, inflamação são outros sinais e sintomas. É importante observar que nem todos os melanomas nascem em cima de pintas. Eles podem surgir na pele normal e ir aumentando de tamanho sem apresentar a fase pré-neoplásica.
Diagnóstico: O diagnóstico é clínico no primeiro momento e leva em conta o aspecto da lesão, que pode ser plana ou elevada e apresentar alterações progressivas de forma, cor e diâmetro. A biópsia e a dermatoscopia são exames laboratoriais importantes para confirmar o diagnóstico. Quanto antes ele for estabelecido, melhor será o prognóstico da doença.
Prevenção: O melanoma pode ser prevenido, evitando-se a exposição ao sol no horário das 10h às 16h, e sempre fazer uma auto avaliação dos seus pés observando se há alguma alteração ou o aparecimento de alguma pinta com características diferentes. Procure assistência médica, se notar alterações de forma, tamanho ou cor em pintas pré-existentes ou que apareceram recentemente, principalmente na palma das mãos e planta dos pés. Tratamento: A cirurgia é o tratamento mais indicado. Porém quanto antes buscar ajuda médica melhor será o seu prognóstico.
Dica para vida:
“As vezes os problemas são sinais de que chegou a hora de o guerreiro iniciar uma nova batalha.” Roberto Shinyashiki

Marieli Oliveira da Silva Cunha- Enfermeira – Podóloga

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

SEJA UM ASSOCIADO ADJF

Menu