AUTOMEDICAÇÃO – UM RISCO PARA A SUA SAÚDE

O que é a automedicação?
Prática de ingerir medicamentos por conta própria, sem o acompanhamento de um profissional de saúde.
Todo ano cerca de 20 mil brasileiros são intoxicados ou apresentam reações de hipersensibilidade devido à automedicação¹.
Os analgésicos, os antiinflamatórios e os antigripais são as medicações mais utilizadas indevidamente².
O que distingue o remédio do veneno é a sua dose³.

Se utilizados indiscriminadamente:

Analgésicos (especialmente AAS):
– Lesão aguda na mucosa gástrica;
– Hemorragias internas e externas.
– ATENÇÃO: DENGUE!

Antiinflamatórios:
– Arritmias em cardiopatas;
– Hipertensão medicamentosa.

Antigripais:
– Hipertensão medicamentosa;
– Hipertensão ocular;
– Taquicardia;
– Retenção urinária.

Laxantes:
– Alterações intestinais;
– Desidratação.

Antibióticos:
– Resistência à medicação quando ela for realmente necessária.

Cremes e pomadas:
– Dermatites.

Antidepressivos, anseolíticos e outros neurolépticos:
– Dependência medicamentosa.

Xaropes:
– Mascarar sintomas de algumas doenças.
ATENÇÃO: A MAIORIA DOS XAROPES POSSUI AÇÚCAR!

Antiácidos:
– Mascara a causa da dor no estômago.

Colírios:
– Agravamento dos sinais e sintomas.

Descongestionantes nasais:
– Efeito rebote da congestão nasal

FITOTERÁPICOS:
80% dos brasileiros utilizam chás para tratar doenças.

CINCO PASSOS PARA SE MEDICAR DE FORMA CORRETA:
1. Tome os medicamentos sempre sob prescrição médica.
2. Tome seus medicamentos sempre na hora certa.
3. É recomendável tomar os medicamentos sempre com água.
4. Antes de utilizar qualquer medicamento verifique a data de validade.
5. Armazene suas medicações em local seco e longe de altas temperaturas.

CUIDE DE SUA SAÚDE!

¹Abifarma (2008)
²Abifarma (2008)
³Paracelsus (1493-1541)
4OMS (2007)

Enfermeira Lybia Moratório

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

SEJA UM ASSOCIADO ADJF

Menu