Artigo publicado no Journal  of Diabetes Science and Technology sobre  relação entre hiperglicemias e desfechos clínicos em pacientes com Covid -19 internados em  hospitais americanos

Este estudo foi coordenado pelo Dr. Bruce Bode de Atlanta, e feito em colaboração com a Glytec, firma americana especializada em monitorização computadorizada de glicemia intra-hospitalar.

Como sabemos, a diabetes é uma comorbidade que, como outras, tais como hipertensão, obesidade, etc, piora os desfechos clínicos dos pacientes acometidos pela virose.

Existe na literatura pouca informação a respeito do comportamento da glicemia intra hospitalar nestes casos, e de como ela influi na evolução clínica.

Este estudo é observacional, retrospectivo, realizado em pacientes com COVID-19 confirmado. Foi avaliada a glicemia versus desfechos clínicos em indivíduos com e sem diabetes

Incluíram neste estudo, 1122 pacientes em 88 hospitais americanos, no período de 01 de março até 06 de Abril de 2020. O diabetes foi definido por uma Hb A1c acima de 6,5 % e a hiperglicemia ou a glicemia não controlada, definida por duas glicemias acima de 180 mg/dL num intervalo de 24 horas.

Os autores observaram que a taxa de mortalidade de pacientes com diabetes e ou hiperglicemia foi de 28,8%, enquanto em não diabéticos, ou aqueles que evoluíram durante a internação sem hiperglicemia, foi de 6,2%. Portanto a mortalidade nos diabéticos e ou hiperglicêmicos foi cinco vezes maior.

Outra constatação importante observada neste artigo, foi que os pacientes que evoluíram com hiperglicemia durante a internação, sem diagnóstico prévio de diabetes, apresentaram índice de mortalidade de 41,7 %, enquanto nos previamente diabéticos a taxa de mortalidade foi de 14,8%; portanto, 3 vezes maior.

Este estudo demonstra claramente que pacientes diabéticos internados com Covid -19, apresentam mortalidade, período de internação hospitalar e complicações da doença muito superiores aos não diabéticos.

Mostra também que a hiperglicemia de stress, que aparece em pacientes que não tinham diagnóstico de diabetes, é ainda mais deletéria.

Este estudo reforça a necessidade de protocolos adequados nas instituições que cuidam de pacientes internados com COVID-19, para que o controle da glicemia seja o mais rígido possível, e assim fazendo, melhoram os desfechos clínicos,  principalmente a taxa de mortalidade.

Referência: Glycemic Characteristics and Clinical Outcomes of COVID-19 Patients Hospitalized in the United States. J Diabetes Sci Technol. 2020; In press.

Fonte: SBD 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.