Estamos vivendo uma pandemia sem precedentes e extremamente dinâmica, mas também estamos aprendendo muito e rapidamente com esta crise. Já se fala em um “novo normal” no retorno às atividades laborais com o fim da quarentena.

A doença biológica (COVID-19) causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) apresenta um largo espectro de formas clínicas que podem ser divididas em 3 grandes grupos (1):

A) Casos assintomáticos (de 20 a 44% do total de infectados), 

B) Uma grande maioria de casos leves a moderados (81% do total de casos sintomáticos): gripes e pneumonias leves que são tratados com isolamento domiciliar, quando factível.

C) Casos graves e muito graves (19% do total de casos sintomáticos): pneumonia com insuficiência respiratória grave e ou septicemia que necessitam sempre internação hospitalar.

Pois bem, esses são os efeitos biológicos da atual pandemia (1). Por outro lado, é fato que não vivemos apenas uma epidemia do vírus SARS-CoV-2, mas há também outras 3 epidemias não biológicas que estão impactando fortemente e de diferentes formas o nosso dia a dia, a saber:

1 – INFODEMIA: epidemia de fake news, o uso político-ideológico da informação científica e a super disseminação de notícias falsas (ingenuamente ou propositadamente) por indivíduos ou veículos de informação incautos ou mesmo inescrupulosos (2).

2 – PSICODEMIA: repercussões da pandemia na saúde mental das pessoas submetidas ao isolamento, ao desemprego, à crise econômica e às notícias tóxicas (2). Entre outros, ressalte-se estresse, insônia grave, pânico, burnout, diferentes graus de ansiedade e até depressão melancólica.

3 – SEDENTARIDEMIA: as mudanças em nossas rotinas e hábitos diários impostos pela quarentena nesta pandemia do Coronavírus tem propiciado o aparecimento de pelo menos 4 disfunções metabólicas, a saber: 

3.1) Ganho de peso: variando de 1 a 2 kg até 10% do peso anterior à epidemia.

3.2) Aumento no tempo de tela: em média, houve aumento de 5 hs/dia, 

3.3) Déficit de vitamina D por baixa exposição solar e 

3.4) Sedentarismo: houve uma diminuição de 2,3 hs/dia na prática de atividade física desde o início da quarentena (1).

Ora, a preservação da saúde tanto entre os indivíduos que já tiveram contato com o SARS-CoV-2 (assintomáticos ou sintomáticos) como entre os que ainda não o adquiriram, é crucial, especialmente agora que as pessoas estão voltando a suas atividades normais ou se preparam para retornar aos seus postos de trabalho. Nesse sentido, vale a pena ter em conta as 3 vertentes não biológicas da COVID-19 descritas acima e realizar, se for o caso, uma consulta médica bem-feita ou, se for o caso, um check-up pós-COVID.

Além disso, acaba de ser publicado um interessante artigo sobre a “Estratificação de Risco para Trabalhadores Durante a Pandemia de COVID-19” (3) que orienta e individualiza como devemos proceder neste retorno ao trabalho, de forma prudente e conscienciosa. Sinteticamente, o autor divide o risco em 2 vertentes: a) Risco Ocupacional de contrair o SARS-CoV-2, conforme a profissão e b) Risco de Evoluir com COVID-19 grave e morte, conforme a idade e a presença de comorbidades graves em cada pessoa. A partir daí, cada indivíduo é classificado em Risco Baixo, Moderado ou Alto e oportunamente orientado a retornar ao seu trabalho presencial com as devidas medidas de proteção ou a manter o seu home office, por exemplo (4).

Em conclusão, além do impacto biológico da epidemia do novo coronavírus é imperativo conhecermos as repercussões psico-sociais e econômicas da mesma na vida de milhares de pessoas. Na medida em que os governos reabrem suas economias, muitas famílias e trabalhadores estarão em risco e tanto a preservação da saúde quanto o retorno ao trabalho dos mesmos deverá ser realizado de forma prudente e de preferência, com uma orientação médica individualizada, especialmente os diabéticos, os obesos e os idosos (4).

Referências: 

(1) Kamps BS & Hoffmann C. COVID Reference. Third Edition 2020~3 Uploaded on 23 April 2020. www.CovidReference.com

(2) Ball P, Maxmen A. Battling the Infodemic. Nature. Vol 581, pg 371-374. Published online on 28 May 2020. 

(3) Larochelle MR. “Is It Safe for Me to Go to Work?” Risk Stratification for Workers during the Covid-19 Pandemic. NEJM.ORG Published online on 26 May 2020.

Fonte: SBD

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.